sexta-feira, 13 de março de 2009

O AMOR DE JESUS



Quantos religiosos - uns, fanáticos, outros porque sofreram verdadeiras "lavagens cerebrais" - vivem a repetir, entusiasmados:-- Jesus me ama!-- Jesus te ama!-- Jesus ama todos nós!Neste caso, numa raríssima exceção de tais métodos tão perniciosos de crença religiosa, eles estão certos! Absolutamente certos! Certíssimos! No entanto, será que todos eles conhecem a verdadeira dimensão desse maior testemundo de amor fraterno que já ocorreu na nossa história?
Vamos conferir?
Jesus
O mais elevado dos Enviados Divinos a este nosso mundo físico, e o único terráqueo que dividiu a nossa história em antes e depois dEle, saiu do Seu infinitamente distante mundo celeste e desceu a este nosso primitivo planeta, pagando o heróico preço de séculos de sacrifícios decorrentes da penosa reconstrução dos corpos indispensáveis à Sua encarnação terrestre.
Este sim, foi o sacrifício de Jesus maior e mais longo de todos!
O segundo maior sofrimento de Jesus
Foi, bravamente, suportar conviver trinta e três anos com as vibrações deste nosso plano físico - tão normais e naturais para nós - que, para Ele, um Ser Excelso, eram insuportavelmente pesadas, grosseiras, agressivas e repugnantes.
O terceiro maior sofrimento de JesusFoi ter que, continuamente, rechaçar as ininterruptas investidas dos espíritos que ainda estagiavam nas trevas e, a todo custo - porém, obviamente, em vão! - tentavam impedir o sucesso da Maior Missão Divina na Terra.
Mas, justamente ao contrário do que podemos imaginar Suas menores dores foram as incompreensões, difamações, calúnias e perseguições que Ele sofreu durante Seus três anos de pregações evangélicas, e até mesmo as Suas injustas e infames condenação e crucificação como reles criminoso.
Por que?Simplesmente porque Ele já sabia que nós éramos assim! Tanto que as Suas últimas palavras, proferidas enquanto agonizava e ainda sofria as terríveis dores da crucificação, foram:-- Pai, perdoai-lhes porque eles não sabem o que fazem!Então, precisamos saberÀ custa do maior preço pessoal que um enviado divino já pagou para cumprir sua missão na Terra, o que Jesus, há 2.000 anos, veio fazer aqui?
Pessoalmente, Ele veio nos trazer o Evangelho, o mais avançado, simples e claro roteiro tanto para as nossas evolução global e redenção cármica quanto, principalmente, para nossa salvação de milhares de anos de atraso espiritual.Por que "nossa salvação"?
E que tipo de "salvação"
Há 2.000 anos Jesus já sabia que - conforme previamente programado por nossos mentores siderais - a atual transição para o terceiro milênio, justamente por ser o final do nosso primeiro ciclo evolutivo, seria um marco decisivo para toda a humanidade terrena.
Por que seria esse marco tão decisivo para nós?Porque ocorreria o tão mal compreendido "Juízo Final", ou seja, a avaliação individual do nível ético e moral (e não o religioso) de cada terráqueo, quando caberia apenas aos aprovados - ou aos "direitistas" de Jesus, conforme o Novo Testamento da Bíblia - o direito de continuar vivendo na (nova) Terra, e aqui mesmo iniciar o segundo ciclo evolutivo.
E quanto aos reprovados? Justamente neste particular residia a grande preocupação de Jesus! Por este motivo, Sua Missão foi, principalmente, ensinar-nos a salvação dessa reprovação porque Ele sabia que os reprovados seriam deportados para planeta muito primitivo - tipo "na idade das pedras" - onde repetiriam o primeiro ciclo evolutivo, assim sofrendo milhares de anos de atraso evolutivo!Além distoDesde Sua morte terrena, Jesus continua presidindo, no mundo espiritual da Terra, a Sua Missão Divina Maior de Todas, repetindo, em prol tanto da alavancagem do nosso progresso global e da nossa redenção cármica quanto, principalmente, da nossa salvação de tão grande atraso evolutivo!
Mas ainda precisamos entender uma coisa
Tudo bem!
A missão espiritual de Jesus foi (e é) a maior de todas! Mas...-- Por que, há vinte séculos, Ele aceitou imolar-se tanto e durante tanto tempo em benefício de bilhões de pessoas que Ele nem sequer conhecia?
-- Por que, depois de tudo aquilo que nós Lhe fizemos, Jesus continua sendo o nosso Divino Pastor e o Governador Espiritual da Terra?
Resposta
-- Por amor!
-- Por amor incondicional, absoluto e irrestrito a todas as criaturas divinas!-- Pelo amor maior que a Terra já conheceu!
-- Por um amor tão grande, tão grande, mas tão grande que temos dificuldade de medir, entender e até acreditar!
Sim!
É verdade!
-- Jesus me ama!
-- Jesus te ama!
-- Jesus ama todos nós!Por mais dificuldades que tenhamos para compreender - e até para crer - Jesus ama cada um e todos nós, indistintamente, com o Seu Amor que foi e é o maior dentre todos que já encarnaram na Terra!Portanto
Aquela entusiasmada afirmação do tão grande, amplo e irrestrito amor de Jesus por todos nós, em vez de ser mais um condenável chavão fanático-religioso, é a mais pura verdade histórica!Conclusão
Que seres privilegiados nós somos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário