segunda-feira, 2 de novembro de 2009

NOTAS DA SAUDADE

NILO APARECIDA PINTO
Saudade que não se dosa
É excede de toda linha
É a saudade dolorosa
Da saudade que se tinha.

*

SILVEIRA CARVALHO
Saudade depois da morte
É a dor que nos aguilhoa,
Ao ver a pessoa amada
Em busca de outra pessoa.

*
LUCANO REIS
Muita afeição que já vi
Neste conflito se escora:
Por fora, o desejo ri,
Por dentro, a saudade chora.

*

JOVINO GUEDES
Na esfera dos corações
Temos, por norma comum,
Inúmeras ligações
Mas amor só se tem um.

*

MANOEL SERRADOR
Quem ama perante a morte,
Na união que se desata,
Ensina sempre a quem fica
Que a saudade também mata.

*

MEIMEI
Criança de tenra idade
Quando morre, tal qual é,
Cria um jardim de saudade
Para o cultivo da fé.

*

MARIANA LUZ
Mãe que chora um filho morto
Nos mais íntimos refolhos
É a face do desconforto
Com duas fontes nos olhos.

*

CORNÉLIO PIRES
Nem todos sentem saudade.
Exemplo: O Adão Cumbica
No funeral da mulher
Já paquerava a Ninica.

*

LUIZ DE OLIVEIRA
Encontro nos desencontros:
Provação da afinidade;
Quem a carrega é que sabe
Quanto dói uma saudade.

*

AUTA DE SOUZA
Dizem que a crise do mundo,
Para os crentes e os ateus,
Significa, no fundo,
Saudade imensa de Deus.

Da Obra "Sementes De Luz" - Espíritos Diversos –
Psicografadas Por: Francisco Cândido Xavier E Carlos A Baccelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário