domingo, 10 de janeiro de 2010

DEUS SE FAZ PRESENTE

Deus se faz presente no homem através da voz da consciência. Se a humanidade atendesse ao apelo desse chamamento divino ao amor á justiça e a verdade, muito sofrimento poderia ser evitado.
Mas quantos não possuem os ouvidos da alma indiferentes a essa voz? São incontáveis.
Jesus, que estava plenamente identificado com o Criador, supriu a deficiência auditiva das criaturas cujos ouvidos encontravam-se obstruídos pelo orgulho e pelo egoísmo. Deus, através de seus lábios, revelou-se aos seus filhos tal qual Pai amoroso, distribuindo ternura, misericórdia e ensinamentos em toda sua pureza.
Amigos, procuremos ouvir na imensidão de nós mesmos essa voz bendita da consciência que a todo momento nos inpulsiona no caminho do bem. Ouví-la somente no sofrimento nos equipara a cigarra de vossos contos infantis que não se preparou adequadamente para o inverno previsível e inadiável.
O divino arquiteto do universo pode nos falar de diversas maneiras. Uma delas são os sinais. E, grande parte destes sinais, indicativos luminosos da perfeição, estão contidos no grande livro da natureza. Basta ler em suas páginas. Em outras situações, identificamos sua presença através de visitas e amizades inesperadas que trazem consigo uma mensagem e desaparecem com a mesma rapidez com que chegaram, após cumprida a missão de que eram portadores, mesmo inconscientemente. É preciso encadear os fatos e analisar as circunstâncias. Em tudo podemos colher experiências e aprendizado, valorizando ao máximo os minutos e as pessoas.
Desprezar essa voz que nos liga Aquele que nos criou é conduzir-se por caminhos incertos, repletos de perigos, ou adentrar um labirinto cujo acesso á saída pode ser penoso e demorado.
Da mesma forma que os outros podem ser portadores da mensagem de Deus para nós, devemos nos questionar se nós mesmos não temos uma mensagem para o mundo. E, se temos, não estaremos adiando sua entrega em demasia?
Encontremos sempre, paz em Jesus e com ele sigamos nossos caminhos.

Um guia espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário